JURADOS & PROFESSORES

Bradley Shelver

Jurado e Professor
Diretor do Joffrey Ballet School

Bradley Shelver (África do Sul) formou-se na National School of the Arts em Joanesburgo e na The Ailey School em Nova Iorque. Dançou com Ailey II, Elisa Monte Dance, Complexions Contemporary Ballet, Ballet Hispanico, The Francesca Harper Project, Limón Dance Company, Phoenix Dance Theatre (Reino Unido) e em projetos com Bill T. Jones/Arnie Zane Dance Co., Lar Lubovich Dance, The Universal Ballet, Radio City Music Hall, e em produções com o Mark Morris Dance Group. 

Atualmente, ele dança como diretor do The Metropolitan Opera Ballet. O Sr. Shelver é um artista solo em turnê internacional e coreografou trabalhos para companhias nos EUA, Israel, Suécia, Dinamarca, África do Sul e Itália, incluindo; Richmond Ballet, Ailey II, Ballet Austin, Lustig Dance Theatre, Compania Rio Danca, New Jersey Dance Theatre Ensemble, Cape Dance Company, Cedar Lake 2, Sobers & Godley Dance, além de criar obras para as Royal Danish, Royal Swedish Ballet Schools , Escola de Ballet Joffrey, Escola Ailey, Conservatório de Boston e Universidade de Long Island.

Ele é o fundador do Bradley Shelver Contemporary Dance Theatre. De 2013 a 2016, foi Diretor Artístico do STEPS Repertory Ensemble e Diretor de Produção de Steps on Broadway. Atualmente é o Diretor Artístico da The Brooklyn Dance Festival Company. e The Joffrey Ballet Concert Group. Shelver está no corpo docente de escolas e universidades em todo o mundo, incluindo ABT/JKO, Limòn Institute, Montclair State University, Royal Danish e Royal Swedish Ballet Schools, Ateballeto, Mathew Bourne’s “Adventures in Motion Pictures”, The Ailey School, La Guardia High School for the Performing Arts, Joffrey Ballet School, Bikuratim (Israel), Centro Coregrafico (Brasil), DAR Jazz Academy (Rússia), entre outros. Ele é um professor de balé certificado pelo Currículo Nacional de Treinamento da ABT. Ele foi co-produtor e curador do REVERBdance Festival anual de 2010-2016 e escreveu uma coluna mensal para a Dance Spirit Magazine. Seu livro, “Performance Through the Dance Technique of Lester Horton” está disponível em todo o mundo.

Andreza Randisek

Jurada e Professora
Santiago - Chile

Formada pela Escola Municipal de Bailados de São Paulo com mérito artístico e também pela Especial Academia de Ballet sob a direção de Aracy de Almeida.
Realizou diversos cursos de aperfeiçoamento no Miami City Ballet, Bolshoi em Moscou, além de realizar todos os exames da Royal Academy of Dancing sendo em todos aprovada com nota máxima.

Ganhou importantes prêmios nos mais prestigiados festivais de dança do Brasil como Promodança que criou à ela o título de Primeira Bailarina Infantil, Joinville onde recebeu o troféu de Revelação do festival e onde tem também seu nome na calçada da fama, CBDD garantindo sua vaga para representar o Brasil no Festival de Osaka no Japão, SIB onde recebeu além de medalha de ouro, uma bolsa de estudos para Alemanha entre otros. Recebeu também o prêmio de Melhor Bailarina do estado de São Paulo pelos críticos de arte em duas ocasiões.

Foi contratada por Fernando Bujones para integrar sua companhia FBB e trabalhou durante um ano no Ballet Clássico e Moderno Municipal de Asunción. Integrou-se ao Ballet de Santiago em 1997 sob direção de Ivan Nagy, sendo promovida a solista em 2001. Seu debut no ballet ”Romeo e Julieta” em 2002 lhe deu o título da grande revelação da companhia e dois anos depois Márcia Haydée à ascendeu a Primeira Bailarina do Ballet de Santiago. Sua estreia como Odette-Odille no “Lago dos Cisnes” foi considerada pelos críticos a “encarnação de um cisne”. Recebeu importantes prêmios no Chile como melhor bailarina sendo dois prêmios Apes e um Altazor. Em 2012 seu debut como Katharina na ”Megera Domada” lhe rendeu da crítica especializada “O maior golpe da sua carreira”. Muitos coreógrafos criaram grandes ballets de sucesso para ela como “Salomé” (Jaime Pinto), “Micaela” Carmen (Márcia Haydée), 33 Horas Bar (Eduardo Yedro) entre outros. Se apresentou em diversas turnês e galas em América, Europa e Ásia. Trabalhou com grandes nomes da dança internacional e interpretou todos os grandes clásicos do repertório, sempre destacando-se pela sua versatilidade e qualidade interpretativa. Em 2013 a grande diva da dança Márcia Haydee lhe otorga o título honorifico de Primeira Bailarina Estrela do Ballet de Santiago.

Atualmente faz parte do staff da Escola do Teatro Municipal de Santiago no Chile e se desempeña como jurada, maestra, ensaiadora e coaching, no Chile e no exterior pasando todos seus conhecimentos as novas geraçoēs de bailarinos.

Roberto Altamura

Jurado e Professor
Diretor do Milano City Ballet

Roberto Altamura, mudou-se do sul da Itália para Milão para estudar na Escola Italiana de Dança Profissional quando tinha apenas 16 anos de idade.
Completou sua formação em dança contemporânea com renomados professores e companhias da dança italiana e do norte da Europa.
Dançou na companhia LEGGERE STRUTTURE (Bolonha) e é bailarino da “Opera Rock Drácula”, criada por David Zard. Bailarino de Caroline Bo em Marselha e em “Orfeo ed Euridice”, encenação de Graham Vick, coreografia de Ron Howell. Participou da companhia de dança contemporânea do Teatro Marrucino de Chieti e do circuito teatral de Abruzzo, onde trabalhou com Mario Piazza, Francesca La Cava e Massimo Cerruti, nas produções: Carmina Burana, Les Noces, Coppelia, K2007.

Participou da Companhia de dança CORPI MOBILI – Milão: “Mulheres, guerra e amor” com coreografia de Sabrina Camera, com a mesma companhia, participaram da abertura do concerto de Ludovico Einaudi e do Festival Oriente Occidente, onde recebeu o prêmio de Elisa Guzzo Vaccarino como melhor bailarino da edição 2009 do prêmio Danz’è.
Com a sua coreografia “CUori IMperFEtti” no concurso e festival “AAA Wanted Choreographers 2009” organizado pela WDA Europe em cooperação com o ITI/UNESCO foi classificado entre os cinco primeiros finalistas europeus. No mesmo ano, apresentou o espetáculo completo no Teatro Estúdio Foce em Lugano .
A partir de setembro de 2011, Roberto esteve a frente do Milano City Ballet, um centro de treinamento para bailarinos da dança contemporânea em Milão, junto com Virginia Spallarossa – vice-presidente da associação cultural PANDANZ, e juntos, organizam o festival de dança contemporânea “PILLOLE – somministrazioni di danza d’autore “.
Roberto também colaborou com a Dance Pointe Academy Singapore onde foi convidado com as suas aulas em Viena no âmbito do International Ballet Days Festival para as edições de 2013 e 2014. Em 2017/18 foi convidado na Dongduck Women’s University e Kookmin University em Seul na Coreia como parte do Vibe Dance Competition em Seul, e para Classes in Glass, projeto de Fredy Franzutti em colaboração com Teatro Pubblico Pugliese e Fiera del Levante e para a Escola Internacional de Ballet de Bruxelas e Ballerino Dans Studio na Bélgica. Em 2021 foi professor convidado e juiz do concurso Dancarte em Faro, Portugal e em 2022 é professor convidado do Bolzano International Workshop.

Roberto também é o coreógrafo de eventos como o Salone Internazionale del Mobile em Milão e a Milan Fashion Week e trabalha com marcas como DOLCE & GABBANA, TWINSET, PUMA, HERNO, HUAWEI e colabora com jornais como VANITY FAIR e REPUBBLICA.
Em 2015 foi o fundador e diretor artístico do Milano Contemporary Ballet, um projeto que combina formação e trabalho para jovens bailarinos, em colaboração com o Studio Wayne McGregor, Londres, reencenando obras como “Entity”, “FAR” e “Polar Sequências”.
Entre 2015 e 2018 dedicou-se à produção de obras apreciadas em toda a Itália, como “CONNECTIONS”, “Cenerentola”, “CHRONOS” e “TREdiTRE”, este último representado em junho de 2016 em Nova York no IDACO NY, Festival de Arte Contemporânea.
Em 2018 colaborou com o realizador londrino Joe Connor para a realização de um novo vídeo da estrela pop britânica Sam Smith, e é coreógrafo da televisão italiana.
Em 2021 iniciou a sua colaboração com o “Ecoteatro” de Milão, como coreógrafo das produções teatrais da temporada de prosa e dança.

Telmo Moreira

Jurado e Professor
The Rock School - Filadélfia

Telmo Moreira iniciou a sua formação na Escola de Dança do Conservatório Nacional de Portugal. Depois de ser premiado no Prix de Lausanne em 2007, Telmo recebeu uma bolsa para completar seus estudos na Vaganova Ballet Academy, onde teve a oportunidade de apresentar o Festival o Pas de Deux de “Flowers” no Teatro Mariinsky em São Petersburgo, Rússia.

Moreira também recebeu o Outstanding European Dancer Award nas finais do Youth American Grand Prix (YAGP), o Judges Prize no Varna International Ballet Competition (IBC) de 2008, foi finalista no Beijing IBC de 2008 e foi semifinalista em o Jackson, EUA IBC em 2014. Depois de competir pela segunda vez no Prix de Lausanne, Moreira recebeu o prêmio de aprendizagem e escolheu ingressar na segunda companhia do American Ballet Theatre, onde dançou obras de Jerome Robbins, George Balanchine e Edwaard Liang.

Moreira tem sido convidado para participar em galas internacionais como a YAGP Japan’s Gala. Moreira também ingressou no Orlando Ballet em 2011, onde dançou vários papéis principais e dançou obras de Jessica Lang, Peter Chu, Abdur Jackson, Robert Hill, George Balanchine e Jerome Robbins.

Durante a passagem pela companhia, Moreira teve a oportunidade de coreografar seus próprios balés e criou Barco Negro (2014), Unsaid (2015) e Same Old Fear (2016). Ele também criou sua própria produção de Firebird para o Florida Ballet.

Em 2016, ele ganhou o prêmio de melhor coreografia nas regionais do YAGP em Tampa. Em setembro de 2017, Moreira tornou-se membro do corpo docente em tempo integral da Rock School for Dance Education.

Nijawwon Matthews

Jurado e Professor
Broadway

Nijawwon Matthews é um diretor, coreógrafo, educador e dançarino aclamado internacionalmente. Recentemente se apresentou como solista em “Transformation: Personal Stories of Change, Acceptance, and Evolution”, criado pela atriz Glenn
Close e pelo músico Ted Nash para Live from Jazz at Lincolnn Center. Nilawwon foi selecionado como The Director’s Choice para a temporada de 2019 do Dallas Black Dance Theatre em Dallas Texas e contratado para coreografar novos trabalhos para a empresa.

O Sr. Matthews é um professor mestre e seu apelo foi destaque na revista Dance Teacher. Ele foi convidado a reencenar seu trabalho ‘Cycles’ para The Alvin Ailey/Fordham University B.F.A. Program e está preparando um novo trabalho comissionado no Marymount Manhattan College, que estreará na primavera de 2022 ao lado do CDT ARTS da Jamaica.

Usando sua experiência nacional e internacional como educador e coreógrafo de dança, Nijawwon Matthews é o diretor artístico fundador do XY Dance Project. Nijawwon foi convidado para ministrar aulas de mestrado e coreografar novos trabalhos para várias universidades e órgãos acadêmicos que incluem trabalhos recentes com a Universidade de Yale, a Universidade Estadual de Ohio e a Universidade Estadual do Alabama.

O desejo contínuo de disseminar a dança por todo o mundo ampliou as oportunidades de educar e criar companhias e instituições de dança profissionais nas Ilhas Virgens Britânicas, Bermudas, China, Curaçao, Finlândia, Alemanha, Itália, Peru, Polônia, Cingapura, África do Sul e Suíça. Além disso, Matthews compartilhou suas habilidades teatrais para produções em Chicago, Footloose, Jesus Christ Superstar e Oklahoma.

Como uma personalidade comercial, Nijawwon atuou em diversos filmes “In The Heights”, “Black Nativity” e na televisão desempenhando um belo papel nos trabalhos do Cirque Du Soleil para o Desfile do Dia de Ação de Graças em Nova York, além do especial de TV PBS/PBS.

Nijawoon também coreografou para Donald McKayle, George Faison, Otis Sallid, Milton Myers, Kevinlega Jeff, Gary Abbott, Christopher Huggins e companhias como

Philadanco! Cleo Parker Robinson Dance , Nai-Ni Chen Dance Company, Wylliams/Henry Contemporary Dance Company, Deeply Rooted Dance Theatre, Cecilia Marta Dance Company e muitos outros.

Atualmente, Nijawwon Matthews é professor e coreógrafo na Broadway Dance Center e na Joffrey Ballet School, em Nova York.

Tindaro Silvano

Jurado
Brasil

Iniciou seus estudos de ballet Carlos Leite em Belo Horizonte e aperfeiçoou-se no
Brasil e exterior.. Atuou nas companhias do Palácio das Artes (BH), do Ballet
Guaíra (Curitiba), do Ballet Gulbenkian (Lisboa) e do Ballet do Theatro Municipal
(Rio de Janeiro).

Dirigiu a Cia de Dança do Palácio das Artes durante o período 1988-1996.
No período 2005/2006 residiu em Paris na Cité Internationale des Arts na
qualidade de artista convidado.
Tem se dedicado a trabalhar com diversas cias e importantes festivais de dança seja como jurado, professor ou no preparo dos candidatos em criações coreográficas específicas para estes eventos.

Dirigiu e atuou como coreógrafo residente da Cia Jovem do Palácio das Artes de
2007 a 2010.

Atualmente trabalha como coreógrafo free-lance, desenvolvendo parcerias com
instituições de diversos países tais como Bélgica, Holanda, Finlândia, Dinamarca,
Turquia, entre outros.

Rafael Gomes

Jurado e Professor
Brasil

Rafael Gomes Bailarino e coreógrafo carioca formado pelo Centro de Dança Rio, estreou como bailarino profissional na Cia de Dança Deborah Colker na turnê ” Nó ” no Barbican em Londres, Japão, Eua, Europa e América Latina. Foi solista da São Paulo Cia de Dança dançando grandes solos de nomes consagrados nacionais e internacionais , como Willian Forsythe, Nacho Duato, Marco Goecke, Henrique Rodovalho entre outros. 

Atuou na GöteborgsOperans Danskompani na Suécia e Cie As Palavras em Bruxelas. Como coreógrafo e professor em workshops ministrou trabalhos na São Paulo Cia de Dança, Balé da Cidade de Teresina, Atelie no Maranhão, Foco em Brasília, Cia Municipal de Porto Alegre, Cia de Diadema , Cisne Negro Cia de Dança entre outros espaços de dança pelo Brasil. Fez Residência Pina Bausch , junto a Bienal de Fortaleza ,foi um dos membros do Young Dance Competition Belgium. Atualmente educador no Projeto Social Pé de Moleque de Uberlandia, e professosor de FUSION JAZZ em grandes ecolas pelo mundo como Dance Emotion na Alemanha , Pinneaple em Londres, Yantra em Bruxelas , Studio Harmonic em Paris.

Erick Gutierrez

Jurado e Professor
-

Erick Gutierrez atua há mais de 15 anos trabalhando profissionalmente no segmento da dança. É bailarino, professor, diretor artístico e coreógrafo, tem formação em Educação Física pela Universidade de Taubaté (UNITAU-SP), além de ser especialista em Sapateado Norte Americano e Jazz Dance. Erick também é conselheiro do Conselho Brasileiro Da Dança do estado de São Paulo, membro do Conselho Internacional de Dança da UNESCO, autor e criador da metodologia +Quetap, voltada para o ensino do steps on.
Se aperfeiçoou em Processos Criativos, Composição Coreográfica e Técnicas de Rudolph Laban, onde ministra workshops em cima dessas temáticas por diversos eventos no país. Reconhecido no cenário da dança, leva sua linguagem e metodologia aos principais festivais de dança do Brasil e exterior como jurado, professor e bailarino convidado. Faz bancas examinadoras em diversas escolas de dança para formação e aperfeiçoamento de bailarinos. Possui cursos de especialização em Sapateado, Jazz Dance e Dança Contemporânea na Broadway, Alvin Ailey School e Broadway Dance Center em Nova York (EUA).

Entre as modalidades, tem diversas experiências e bagagens corporais: Sapateado Norte-Americano, Jazz Dance, Dança Contemporânea, Ballet Clássico, Sapateado Irlandês, Danças Urbanas, Dança Afro, Capoeira, Danças de Salão, Ritmos, Catira, Frevo e Zumba. Permeou entre musicais, TV, cinema, companhias de dança, espetáculos e grandes produções corporativas. Formado em Jazz Dance por Cristina Cará, onde teve aulas de formação técnica por 7 anos, chegando a integrar as Companhias de Jazz e Sapateado Cristina Cará, em São José dos Campos-SP. Integrou a Cia Only Broadway, com direção de Fernanda Chamma, como bailarino e coreógrafo, participando da montagem de musicais e espetáculos para grandes empresas no Brasil.

Participou o elenco do aclamado musical da Broadway intitulado “Os Produtores” com direção geral de Miguel Falabella, ficando em cartaz por um ano e meio, percorrendo em temporadas pelas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre. Ministrou aulas de Sapateado para todo o elenco. Em 2010, integrou o elenco do longa-metragem brasileiro Aparecida – O Milagre, com direção de Tizuka Yamasaki, integrando uma trupe com artistas de circo, atores e bailarinos.

Através de obras de Cristina Cará, participou do Youth America Grand Prix de Nova York-Estados Unidos, em 2007 e 2011, na categoria conjunto de Jazz Dance, ficando entre os top 12 melhores do evento na classificação mundial.
Bailarino e coreógrafo convidado da RF Promoções Artísticas, direção coreográfica de Rosely Fiorelli, em grandes produções e eventos pelo Brasil. Premiado por dois anos consecutivos em primeiro lugar na categoria conjunto de Jazz Avançado no Festival de Dança de Joinville-SC, com obras de Cristina Cará.

Em 2012, integrou o elenco de Sapateado da minissérie brasileira Dercy de Verdade, da TV Globo, com direção geral de Jorge Fernando. Bailarino assistente convidado nas aulas de Jazz avançado dos professores Edson Santos e Eliane Fetzer, em 2017 e 2018, no Festival Internacional de Dança de Goiás, em Goiânia-GO. Atuou por 7 anos consecutivos como professor, bailarino e coreógrafo de Sapateado e Jazz na Company Dance Center, em São Paulo-SP, de 2012 a 2018. Foi bailarino protagonista convidado por 5 anos consecutivos das produções dos espetáculos de fim de ano da Company Dance Center, em São Paulo, recebendo o convite para fazer a concepção, a criação e direção de movimento dos personagens principais no espetáculo de 2017. Obteve diversas premiações de dança ao longo de sua carreira nos mais reconhecidos festivais de dança do país e exterior, recebendo prêmios especiais como bailarino revelação, bailarino destaque e melhor coreógrafo. Como diretor, produtor e coreógrafo, assinou diversas obras coreográficas para eventos corporativos com sua antiga empresa de produção de eventos Fantastika Produções. Em 2018 foi júri da seletiva presencial do Festival de Dança de Joinville, em diversas cidades do Brasil. Obteve diversas premiações de dança ao longo de sua carreira nos mais reconhecidos festivais de dança do país e exterior, recebendo prêmios especiais como bailarino revelação, bailarino destaque e melhor coreógrafo.

Como diretor, produtor e coreógrafo, assinou diversas obras coreográficas para eventos corporativos com sua antiga empresa de produção de eventos Fantastika Produções. Em 2018 foi júri da seletiva presencial do Festival de Dança de Joinville, em diversas cidades do Brasil, através do Festival Dança Brasil. Avaliador convidado dos Projetos de Dança do Programa Municipal Prêmio Nelso n Seixas de Fomento à Produção Cultural, PROAC 2019. Coreógrafo convidado para o quadro Dança dos Famosos, do programa Domingão do Faustão, da tv Globo em 2020. Diretor, coreógrafo e roteirista, ao lado de Felipe Lemos para o projeto contemplado pelo PROAC LAB 2021. Em 2021 iniciou como Coordenador Artístico e Pedagógico da Promenade Estúdio de Dança, em São Paulo Codiretor Artístico e Coreógrafo do Ballet Expressão, em São Carlos-SP. Erick Gutierrez é conhecido e destacado por sua versatilidade, possui estilo próprio e característico, desenvolvendo trabalhos com rhythm tap, jazz-tap e contemporary-tap. Tem como um de seus principais objetivos levar formação e fomentar a arte da dança pelo Brasil.

Mônica Proença

Jurada e Professora
-

Coreógrafa, diretora e ensaiadora profissional especializada em dança moderna, contemporânea e balé contemporâneo, com mestrado em Pedagogia da Dança para Dança Moderna e Contemporânea pela Palucca University Dresden. Mônica tem
desenhado peças de dança para cinema, televisão e companhias internacionais de dança, além de ser professora convidada em muitos programas profissionais de dança em vários luguras do mundo. 

Seu olhar profissional para a excelência na dança lhe rendeu convites para ser jurada em várias competições de dança importantes. No Canadá, ela continua a coreografar, produzir, ensinar, treinar e inspirar outras pessoas com paixão, força e técnica elegante combinada com seu próprio toque brasileiro.

Mateus dos Anjos

Jurado e Professor
-

Professor e Dançarino de Dancehall, Mateus dos Anjos atualmente é um dos grandes nomes do cenário nacional. Brasiliense, hoje reside em São Paulo e atua regularmente no conceituado Westside Dance Studio.

Ele leciona workshops, aulas e intensivos em eventos renomados por todo o Brasil e tem iniciado sua carreira em âmbito internacional como na América do Sul e na Europa.

Mateus participou do Dare to Dancehall La villete em Paris, França, Louder Patois em Porto, Portugal, Dance World Cup Latina América, Mira Mar na Argentina, Cifras ProArte em Berna, Suíça, Empire Dance Studio em Viena, Austria, FairPlay Dance Camp na Cracóvia, Polônia, This is Brazil em Paris e Toulouse e Genebra, Dancehall Intensive em Dublin, Irlanda Studio MRG e LAX Studio em Paris, França e Studio Vibes em Bruxelas, Bélgica.

Hyorrana Lopes

Jurada e Professora
-

Artista da dança, professora e pesquisadora, começou seus estudos especificamente com o Dancehall em 2015, desde então vem desenvolvendo suas pesquisas prática-teóricas sobre a cultura jamaicana, participando de diversos eventos nacionais e ministrando aulas regulares dessa modalidade na sua cidade além de workshops pelo Brasil. 

Também atua como produtora trazendo ao longo de sua jornada inúmeros eventos de Dancehall para Campinas proporcionando o maior contato da população com essa manifestação cultural preta e periférica. 

Formada em dança, escreveu seu trabalho de conclusão de curso sobre o Dancehall e suas origens, guiada por nomes jamaicanos importantes como Orville Xpressionz, Global bob, entre outros. Contribuiu com uma participação no livro “Laboratório Hip Hop” da autora Ana Cristina Ribeiro Silva com um capítulo chamado “Dancehall, a resistência da cultura.”